domingo, 1 de fevereiro de 2015

Galavant – Balanço da 1ª Temporada


O irreverente veio a calhar.

E depois de oito episódios – ou seriam quatro episódios duplos? - exibidos, Galavant encerrou sua 1ª temporada repleta de aventura, heroísmo, música e sarcasmo. Trouxe também várias surpresas, a trama parecia mudar de rumo a cada episódio. O que foi ótimo, já que o enredo tinha tudo para cair num marasmo sem fim. E mesmo sendo do tipo tão-tosca-que-chega-a-ser-boa proporciona um verdadeiro desejo de assistir.

Um fator que provavelmente beneficiou a série foi desmistificar a roupagem de “conto de fadas” que a maioria das histórias passadas na Idade Média acaba ganhando. Fez isso criticando os hábitos da época com o mesmo cinismo que um cronista critica o mundo contemporâneo. Quase como se gritasse: “Você acredita mesmo que naquela época era tudo tão delicado e cor-de-rosa? Acorde! Reis eram malvados, Princesas eram malucas, mandava-se cortar cabeças dos plebeus como se fossem nabos e pestes matavam famílias inteiras de camponeses.”

Também não se fundou em esteriótipos maniqueístas. Apesar de ser impossível excluir totalmente o fator mocinhosXvilões, não deixou que os lados ficassem tão definidos. O Rei malvado é na verdade um molenga, o herói é todo cheio de si, a Princesa não é nada indefesa, o escudeiro mente e o capataz do Rei tem lá sua sensibilidade. E isso tudo acabou por tornar a relação dos personagens cada vez mais interessantes. Seja por nosso trio heroico Galavant, Isabella e Sid com sua divergências ou Madelena que em toda a sua loucura acabou revelando toda a carência do Rei Richard.

Mas as músicas cheias de ironia são certamente o ponto alto. O que dizer de uma canção que diz “O amor é estranho, as vezes repulsivo. Ele tem gases” ou “Mas a união nos ajudará a vencer, a não ser que eu mate os outros dois. Ou nós a matarmos juntos”? Sem falar que é cômico ver os próprios personagens tirando sarro de tanta cantoria. E na verdade é tudo cheio de ironia, dos piratas do rio aos monges com voto de canto. Ah claro, e o alquimista que vende umas ervas um tanto suspeitas.

O plot twist no season finale foi sem dúvida a melhor coisa que poderia acontecer em termos de continuidade. Madalena tomando o comando do Reino de Valencia para si, obrigando assim Galavant e Rei Richard a fugirem juntos enquanto Gareth libertou os demais gera ansiedade pelo que vem a seguir. Ainda mais com Isabella aprisionada pelo seu primo/noivo de dez anos. E convenhamos, Galavant e Rei Richard lutando lado a lado será algo curioso de se ver.

Galavant infelizmente está na bolha, e até o Jester ironizou o fato de que talvez tanta cantoria tenha espantado a audiência. Mas como alguém que adorou toda essa cantoria sarcástica e as vezes até autodepreciativa espero ver mais de toda essa esculhambação e como diabos terminará essa história.

7 comentários:

  1. Gabi nunca havia ouvido falar desta série. Me chamou atenção de primeira vista, mas me desanimou um pouco por causa da "cantoria". O fato de usarem a ironia e o sarcasmo para fazer criticas me parece uma maneira bem inteligente. Enfim, espero que renove para mais temporadas.

    Www.booksever.com.br

    ResponderExcluir
  2. GabrielaCeruttiZimmermann1 de fevereiro de 2015 15:26

    Bom, sou suspeita a falar, Filipe, mas como adoro musicais foi o que mais me atraiu pra série. Mas conseguiram fazer algo bem inteligente sim, e espero que renovem.


    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Oi Gabi!

    Nunca tinha ouvido falar dessa série também. Infelizmente, ela não parece fazer muito o meu estilo... Gosto de musicais, mas não sei, não me chamou muito a atenção... Mas talvez eu possa assistir para mudar isso, não é? :)
    Mas eu curti muito a parte deles jogarem um "balde de água fria" nos contos de fada. Críticas são sempre bem vindas...
    Beijo!!

    http://penny-lane-blog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. GabrielaCeruttiZimmermann2 de fevereiro de 2015 18:27

    Te entendo, Maiti. Eu mesma comecei a ver pra ver no que dava, pois mesmo gostando de musicais não botava fé. E agora quero que salvem. [rs]
    E sim, é bem divertido ver esculhambarem com os contos de fada. kkkk


    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Francielle Couto Santos4 de fevereiro de 2015 12:35

    Gabi, jamais imaginei que essa série seria assim, sarcástica, esculhambada... uma pena saber que ela tá ameaçada, mas espero que continue animando quem a curte de verdade, como você. Acho que eu a veria em um modo despretencioso da vida...

    Ótimo texto (amei as gifs)!!!


    Abraços,
    http://universoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Gabriela,

    Estou realmente curioso para conferir essa produção. Gosto de enredos que zombam dos clichês comuns há alguns gêneros e parece que Galavant tem isso de sobra. As letras me soam bem irônicas e escrachadas e as pelos gifs parece que as coreografias também são divertidas. Tudo isso somado ao seu aval faz com que minha vontade aumente ainda mais.

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  7. GabrielaCeruttiZimmermann20 de fevereiro de 2015 17:18

    Eu diria que é tudo esculhambado mesmo, Jeferson. [rs] Mas sim, as críticas são ótimas e é bem divertida de se assistir. Continuo torcendo pela renovação e fico feliz que queira assistir.


    Abraços!

    ResponderExcluir