terça-feira, 5 de agosto de 2014

Outlander – Primeiras Impressões


E se o seu destino estiver no passado?

Sabe quando uma nova série tem um misto de coisas que você gosta e então sabe que não pode perder? Esse foi meu caso com Outlander, que possui viagens no tempo, contexto histórico, possíveis explicações místicas, as belas paisagens da Escócia e uma protagonista forte. O que posso adiantar é que gostei do que vi e penso ter encontrado uma nova queridinha.

Claire Randall (Caitriona Balfe) é uma enfermeira inglesa que serviu na II Guerra Mundial. Seis meses depois do fim da guerra, Claire e seu marido Frank (Tobias Menzies) decidem viajar até à Escócia para uma segunda lua-de-mel. O propósito era se conhecerem outra vez, se reconectarem. Pois se viram em apenas dez dias durante o período de cinco anos que a guerra durou, já não sabiam o quanto o outro mudara com tudo o que viu.


O que Claire não imaginou é que essa seria uma jornada para se reconectar consigo mesma. É época de Samhain, festa que deu origem ao Halloween. E estranhos acontecimentos fazem com que nossa protagonista viaje no tempo. Direto para 1743, em meio a outra guerra. Tudo o que vê parece desafiar o raciocínio lógico, mas logo Claire percebe que é intenso demais para ser apenas um sonho. Ela terá que lutar para viver enquanto descobre seu verdadeiro destino.

Meus caros, acho que temos uma série fantástica aqui. Tentei resumir da melhor forma sem dar spoilers, o que foi bem difícil pois é um daqueles casos em que quase não dá para falar da proposta sem revelar o enredo. Mas posso dizer que gostei muito do que vi de Outlander, principalmente a forma como o piloto foi elaborado. O episódio de uma hora é dividido em duas partes. Na primeira vemos que Claire e Frank apesar de muita intimidade física vivem um casamento enfadonho. Não conversam, quase não se conhecem. E essa parte é até um pouco parada. Mas na segunda metade, quando ocorre a viagem no tempo... Meus amigos, quanta diferença! Se Claire já se mostrava forte, se mostrou altiva. E foi pura aventura. Não posso dar detalhes, mas ela deixa os homens de 1743 de queixo caído com sua língua afiada e presença.


Falando em deixar homens de queixo caído, chega a ser engraçado o modo como Claire desbanca os soldados escoceses que a salvaram. Na hora em que precisa fazer curativos Jamie (Sam Heughan) então nem se fala. A propósito, os dois vivem implicando um com o outro. Essa promete ser uma daquelas relações deliciosas de se acompanhar. Até porque Jamie é apaixonante, já virei fã dele.

Outlander é uma produção da Starz, a primeira temporada deve ter 16 episódios. A produção é uma adaptação da série literária homônima da escritora Diana Gabaldon. Os livros já foram lançados no Brasil pela Editora Rocco e a partir desse mês de Agosto passam a ser relançados pela Saída de Emergência Brasil. São oito livros, sendo cinco deles em duas partes, que pretendo ler. Mas enquanto isso, assistam a série.


Encontre a série no Banco de Séries e saiba mais sobre ela aqui.

13 comentários:

  1. Ferrou! Mais uma série pra minha lista que só aumenta, quando vc disse no começo do post que tem viagem no tempo já pensei "vou ter que assistir". Adoro esses tipo de enredo.

    Abraços

    des-construindooverbo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Gabi,

    Aí hoje de manhã penso: "bem, mais tarde vou lá no Constante ler os post que ainda não li e aproveitar para indicar a Gabi a série Outlander que é adaptada de uma série de livros que amo." E qual não é minha surpresa quando chego aqui e encontro suas primeiras impressões! Estou sorrindo feliz, hehehehe.

    Gabis, a produção está ótima mesmo. O Começo é meio paradinho, mas é assim também no livro. E por falar nele, a série está mega fiel. Pouquíssima coisa foi cortada e eu ia assistindo e vendo aquelas cenas perfeitas da mesma forma que tinha imaginado quando li o livro. Muito bom!

    Aquelas partes que tem a narração da Clare ficaram ótima também. Muito bem situadas. E ah Clare é do jeitinho que tinha que ser. Altiva, determinada, forte! Amo essa personagem. Ri muito na parte que ela manda o cara e o santo cuidarem da vida deles. O James é meio franzino, mas a química entre os dois ficou muito boa!

    E ah, o primeiro episódio não cobre nem 80 páginas do primeiro livro, que tem 734, então podemos esperar muita coisa boa, já que a obra original apenas melhora. Enfim, desculpe o comentário imenso, mas essa série me deixa muito empolgado!

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  3. GabrielaCeruttiZimmermann6 de agosto de 2014 19:00

    Ainda bem que você não é que nem eu, Filipe. Estou sempre com mais séries do que deveria. Se bem que já fui bem pior... [rs] Mas Outlander vale muito a pena, agora ou futuramente.


    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. GabrielaCeruttiZimmermann6 de agosto de 2014 19:04

    Viagem no tempo é mesmo um tema fascinante, Erick. E garanto que não vai se decepcionar com Outlander.


    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. GabrielaCeruttiZimmermann6 de agosto de 2014 19:17

    Ah Jeferson, desde que li sua resenha do livro fiquei ansiosa pela série. Aí semana passada vi o trailer no Twitter e exclamei: "Opa! Já?!" kkkkk E amei! O texto não expressa nem 10% de quanto gostei pois fiquei com pressa de terminar. #fail Fiquei ainda mais feliz em saber que ficou fiel ao livro, que sem dúvida lerei. Eu morri de rir quando ela pediu iodo e mertiolate e ninguém conhecia, mas aí ela pediu álcool... kkkkkkkk Sofri! Já amo! :D


    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pelo post, Gabi!

    Só o primeiro parágrafo já me conquistou a vontade de ver.. rs

    Abraços!

    http://distritoirrelevante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Isso de episódio pilot com 1 hora de duração está virando moda hahaha
    Eu achei a proposta muito bacana, mas vou esperar o fim da primeira temporada para decidir se assisto ou não.. Isso de ter que ficar esperando toda semana acaba comigo rs

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  8. GabrielaCeruttiZimmermann7 de agosto de 2014 18:16

    Gostou mesmo do texto, Ítalo? Fiquei com tanta pressa de terminar que achei que não expressei bem o que queria. Mas se foi o suficiente pra te fazer querer ver, então fico feliz. ^^ E veja se puder, é ótima! :D


    Abraço!

    ResponderExcluir
  9. GabrielaCeruttiZimmermann7 de agosto de 2014 18:22

    Como é uma série de TV a cabo é normal os episódios terem cerca de 1hr, mas esse piloto é um pouquinho maior sim.
    Como seriadora gosto de acompanhar séries no seu tempo, mas Outlander vale a pena ser assistida de qualquer forma, Dreeh. :)


    Abraço!

    ResponderExcluir
  10. Francielle Couto Santos8 de agosto de 2014 17:12

    Gabi, você é um banco de informações. Eu não sabia que essa saga ia se tornar uma série de TV. :O Agora eu não sei o que faço da vida, se invisto nos livros ou no programa. Bem, de um jeito ou de outro, quero me aventurar por esse mundo, com certeza, porque uma coisa é certa: a trama tem tudo para dar certo! Com uma proposta dessas, espero não me deparar com outra coisa. *u*
    Adorei o texto!!!


    Abraços.
    universoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. GabrielaCeruttiZimmermann8 de agosto de 2014 17:50

    Eu descubro as coisas batendo a cara no muro, mas aceito o elogio. [rs] Olha Fran, eu pretendo fazer os dois. Sei que são muitos livros e não será fácil, mas realmente quero me esforçar porque AMEI a história. A série já me conquistou no piloto, e como vai ser fragmentada vai ser fácil de acompanhar. E vale muito a pena, uma bela produção. :)
    Fico feliz que tenha gostado do meu texto feito às pressas. -.-


    Abraço!

    ResponderExcluir
  12. Quanto mais me afasto da internet mais me sinto distante do mundo. Mais uma série *O* Para os viciados em séries, isso é uma loucura! Faz um tempinho que não assisto nada. Parei muitas séries e agora estou investindo somente nos livros. Enfim... quando surgir um tempinho livre darei uma olhada nessa série.

    Abraços.
    http://musicaselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. GabrielaCeruttiZimmermann16 de agosto de 2014 11:32

    Ficar longe da internet realmente no deixa um tanto desatualizadas, Natalia. Gostei muito de Outlander, vale a pena conferir. Espero que consiga um tempinho. :)


    Abraço!

    ResponderExcluir