terça-feira, 26 de agosto de 2014

[Vale Ver #03]: Chuck


Um nerd como outro qualquer, mas não exatamente como outro qualquer.


Short Skirt/Long Jacket (Instrumental Version) - Cake


Depois de oito meses finalmente estou tirando a poeira (e talvez até algumas teias de aranha) dessa coluna. Mas realmente ficou difícil escrevê-la em meio a tantos balanços, primeiras impressões e até alguns posts ocasionais. Enfim, para esse retorno precisava escolher muito bem sobre qual série iria falar. Queria uma série divertida e que gostasse muito. A resposta foi clara: Chuck.

A série gira em torno de Chuck Bartowski (Zachary Levi), um jovem na casa dos 20 que foi expulso injustamente da Universidade de Standford. Desde então mora com sua irmã mais velha Ellie (Sarah Lancaster) e o cunhado Devon “Capitan Awesome” (Ryan McPartlin). E trabalha como supervisor da Nerd Herd em uma loja Buy More com seu melhor amigo desde a infância Morgan Grimes (Joshua Gomez).

Ellie e Devon acham que Chuck se subestima demais, afinal ele já esteve em Standford. Mas por muito tempo desconhecem um evento que mudará toda a vida de Chuck, ou pelo menos o fará ter uma vida dupla. No que parecia ser uma noite qualquer, seu ex-colega de Universidade Bryce Larkin (Matt Bomer) lhe envia um e-mail com um série de informações criptografadas do Governo que ficam gravadas em seu cérebro. Ele assim se torna o Intersect, uma poderosa ferramenta da CIA. E dois agentes são designados para protegê-lo, Sarah Walker (Yvone Strahovski) e Coronel John Casey (Adam Baldwin).


Muita coisa acontece a partir daí. Chuck parece atrair os criminosos mais poderosos do planeta, e muitas confusões acontecem. Isso acaba por vezes sendo muito divertido. E apesar disso, Chuck tem muitos momentos bonitos e significativos. Gosto muito da forma como os personagens foram construídos. São ao mesmo tempo leves e profundos, engraçados mas com uma história que pode trazer uma carga dramática quando for necessário. Afinal, o passado sempre vem à tona em algum momento.

Minha história com Chuck é um tanto complicada. Comecei a assistir pelo SBT em 2009, mas várias coisas aconteceram e não pude continuar na época porque minha internet era ruim e o horário da TV a cabo não combinava com o meu. Então mesmo gostando muito da série só consegui assisti-la do início ao fim depois de seu término, numa maratona entre 2012 e 2013. Foi difícil (principalmente por ter que baixar tudo em RMVB) mas valeu a pena. Naqueles dias mais ou menos só o que me animava era ver quais artimanhas esse pessoal ia arranjar pra se livrar de umas boas enrascadas, e rir com as trapalhadas do processo. Sem falar das ótimas referências e participações especiais. E eu gostava de Jeffster sim.

Chuck teve 91 episódios divididos em 5 temporadas, transmitida originalmente de 24 de Setembro de 2007 e 27 de Janeiro de 2012 pela rede de TV americana NBC. Uma série agradável, divertida, cativante e que também sabe ser emocionante. Há a possibilidade de termos um filme até 2020, como foi dito em entrevistas. Como fã espero carinhosamente que seja verdade, pois complementaria muito bem o final. Mas pretendo rever Chuck a qualquer hora, com ou sem filme.

6 comentários:

  1. Chuck é de longe um dos meus seriados favoritos!!!

    O pior é que ainda não vi os 4 últimos episódios, acho que em parte por que já sei do final =/

    Ainda aguardo o dia que uma outra série vai me dar essa mesma alegria e sensação gostosa de assistir. Não que hoje não tenha boas séries, mas não é a mesma coisa: a história, personagens, atores ( Yvonne = <3, Yvonne + Zachary = <3<3<3 ), misto de ação, comédia, espionagem, ficção científica.



    Simplesmente amo de paixão essa série!


    Beijos,
    Thiago - http://gentlegeek.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Muitos me indicam este seriado porém nunca tive tempo para começa-lo assisti.
    Acho que me interessei mais pela parte onde você diz que tem partes engraçadas, mas também tem partes com um certo peso dramático. Acho uma combinação perfeita, ter humor para quebrar um pouco a tensão do episódio. Acho que o mesmo acontece em Sherlock. Não sei, posso estar enganado.
    Enfim... ainda verei Chuck.


    wwww.booksever.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. GabrielaCeruttiZimmermann27 de agosto de 2014 10:17

    Sei como se sente, Thiago. Chuck fez parte de uma era de ouro da TV, diferente da atual ressaca. Sinto muita saudade dessa turma. S2


    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. GabrielaCeruttiZimmermann27 de agosto de 2014 10:19

    Chuck fazia isso com maestria, Filipe. Espero que consiga ver um dia.


    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Oi Gabi,

    Não conhecia essa série. Gosto desse estilo de seriado, com uma boa dose de diversão, mas que não abre mão de alguns momentos emocionantes. Enfim, adicionado a "listinha" de futuras coisas a ver.

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  6. GabrielaCeruttiZimmermann28 de agosto de 2014 11:06

    Bom saber que se interessou por Chuck, Jeferson. É até hoje uma das minhas favoritas.


    Abraço!

    ResponderExcluir