quarta-feira, 9 de julho de 2014

Nada a ser explicado


Um sonho adiado.

Não vou dizer que era totalmente a favor do Brasil sediar essa Copa e nem que torcia fervorosamente. Nem cheguei a acompanhar os jogos direito. Mas que diabos, sou brasileira! Torcer é inevitável. Mesmo que nos últimos anos minha fé no futebol tenha sido abalada, no fundo o sonho do hexa estava em mim também. Mas não foi dessa vez, fazer o que? Queimar a bandeira como teve gente fazendo por aí? NÃO! Perdemos um jogo, não a Pátria.

Concordo que 7x1 não é o resultado que se espera de um jogo entre dois países com tradição no futebol. Sendo o perdedor aquele que é conhecido como o "País do Futebol". Todavia, não é assim tão inesperado quando não se tem um TIME. Exatamente isso que faltou para o Brasil, um time. Quando somos crianças não aprendemos que futebol é um esporte de equipe? Não adianta termos os melhores craques se eles não sabem jogar em equipe. E se você lembrar que o Brasil perde ainda mais feio em questões ainda mais importantes pra Alemanha todos os dias, esse 7x1 vira um nada.

Recontratar técnico campeão nunca funcionou. Não funcionou com Zagallo em 1998 nem com Parreira em 2006, não seria agora com o Felipão que daria certo. Montou uma seleção estruturada em um único jogador e quando este se fez ausente foi tudo por água abaixo. Mesmo que Neymar e Thiago Silva tivessem jogado, não acredito que teríamos ganho. Talvez o resultado não fosse tão vergonhoso, mas provavelmente ainda teríamos perdido. O Brasil não vinha jogando bem, vitórias apertadas e diabo a quatro. Bastou encontrar uma seleção equilibrada pra ver sua ruína.

Não escrevo como alguém que se acha "expert" em futebol pois sei que não sou. Escrevo como alguém que entende de sentimentos, e no momento eles são dos mais variados. Sei que queremos honrar pelo menos uma coisa pela qual nosso país é reconhecido e que não é imoral. Mas precisamos lembrar que dos cinco mundiais, três foram conquistados pela mesma geração. A que fez do Brasil o tal País do Futebol. Isso será raro de se repetir. Mas quem sabe em 2018?

5 comentários:

  1. Que lindo texto Gabi. Concordo com você, e também acho muito errado essas pessoas que estão queimando a bandeira do Brasil. Temos que entender, que CBF é uma coisa e o Brasil é outra. Se eles tivessem queimando a camisa da seleção brasileira seria menos mal (mas mesmo assim seria ruim). Mas queimar a bandeira? O Brasil não é só futebol, não deveriam ter chegado a este ponto.


    www.booksever.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. GabrielaCeruttiZimmermann11 de julho de 2014 18:24

    Fico feliz que tenha gostado do texto, Filipe. Fico "p" da vida quando vejo atos como esse por causa de futebol. Mesmo queimar a camisa da seleção seria ruim, pois tecnicamente é um símbolo do nosso país. Infelizmente, enquanto tivermos pessoas agindo assim o Brasil não irá pra frente.


    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. GabrielaCeruttiZimmermann14 de julho de 2014 18:18

    Não podias ter usado um termo mais correto, Jeferson. Esse desejo do Hexa é quase uma praga de tão contagiante. Mas fazer o quê? Adiante, um dia conseguimos. E também queria que nosso país batalhasse para também virar referência nesses quesitos. Mas não defendem nem nossa literatura e música (que por sinal são belas) como o futebol. Saúde e educação então... Mas vale sonhar, sim.


    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Como fiz a minha conta nesse tal de Disqus (que eu nem sabia que existia), agora estou livre para comentar os posts antigos que gostaria de ter comentado, mas não comentei pois não tinha esse tal de Disqus. Entrando no do post (quase 1 mês depois), até o primeiro dia da Copa, posso dizer que eu realmente não estava nem um pouco interessada. Isso por ser no Brasil e blábláblá política. Mas, eu ainda não sei se existe alguma maneira de não se emocionar com o Brasil jogando em uma Copa do Mundo. Essa foi uma grande perda, eu não diria que ela foi traumatizante (pelo menos não mais), a Seleção precisava desse toque pra entender que não dá pra vencer só por causa do NOME. Torço muito pra que tudo dê certo em 2018, torço pelo esforço! E mais, a Alemanha mereceu muito! Ao menos, perdemos dos vencedores (se isso servir de consolo).

    ResponderExcluir
  5. GabrielaCeruttiZimmermann2 de agosto de 2014 10:37

    Como assim tu não sabia do Disqus, Marina? Você até comentou por ele em postagens no início do blog!
    Enfim, essa Copa foi uma coisa mesmo. No fim gostei da Alemanha ter ganho pois além de terem feito por merecer tem a questão da descendência. Mas além de torcer pelo esforço do Brasil torço pra que entendam que ventos passados não movem moinhos.


    Abraço!

    ResponderExcluir