segunda-feira, 21 de julho de 2014

O Caçador – Balanço da 1ª temporada (?)


A temporada de caça chegou ao fim.

Confesso não saber bem o que escreverei nesse balanço. Isso porque... Bem, sabe quando você não consegue ter uma opinião formada sobre algo? Se você gostou ou não? Estou com esse sentimento perante à O Caçador, então vou tentar descobrir enquanto escrevo o texto e espero já ter uma opinião formada quando chegar ao fim dele.

Em seus 14 episódios a série apresentou um ritmo bastante razoável. Não houve muito da ação e momentos de “pura adrenalina” que estamos acostumados a ver nas séries americanas do mesmo estilo. Na verdade a ação ficou mais em torno de agir para descobrir quem eram os procurados e como provar a inocência do protagonista, embora André tenha se mostrado bom de briga em uma quantidade considerável de vezes. Mas o foco foi mesmo nas investigações. Exceto que de alguma forma isso deixou alguns episódios um tanto arrastados.

Admito que gostei do fato de que nem sempre o procurado era quem o contrante dizia ser, ou que as verdadeiras intenções do contratante não eram exatamente as apresentadas de início. Isso acontece tanto para o bem quanto para o mal. E mesmo que no meio do caminho você descobrisse a verdade sobre um dos dois, o outro vinha com uma surpresa e tanto. Assim houveram casos envolvendo diversos tipos de tráficos, máfias, terroristas e até fatos históricos como a II Guerra Mundial e a ditadura militar brasileira. Confesso terem sido esses os que mais gostei.

Quanto a vida pessoal de André, enrolada define. Tudo bem que um cara inocente que passou três anos na cadeia incriminado pelo próprio pai e um amigo da família fica profundamente marcado, mas alguns dramas me pareceram um tanto despropositados. O triângulo amoroso formado por André, Kátia e Alexandre em diversos momentos pareceu coisa de adolescentes sem limites. A própria procura pela prova da inocência e o plot com Marinalva muitas vezes dava a sensação de que acabaria num mato sem cachorro, mas no fim se resolveu de forma relativamente satisfatória. As revelações finais chegaram a ser um choque, chegando a dar uma nova visão para a rixa entre os irmãos André e Alexandre que sempre foi interessante.

Mas sobre o final há um grande porém. Bem... Primeiro, vocês devem estar se perguntando o por quê do ponto de interrogação no título. Coloquei-o porque não sei se assisti 14 episódios pertencentes a uma 1ª temporada de uma série ou a uma minissérie completa. O motivo da confusão se deve ao fato de que a Rede Globo divulgou o episódio 14 apenas como sendo o último. Mas em momento algum O Caçador foi divulgada como minissérie, e no Banco de Séries seu status permanece como indefinido. Aí tem a questão de que se o final foi esse, deixou a desejar por acontecer muito de repente nos últimos momentos. Se continuar, a questão muda. Mas como continuar se tudo foi resolvido? Eis a explicação de porque não sabia e continuo não sabendo se gostei ou não.


Média: 8,39

2 comentários:

  1. Ah Gabi, vou confessar que eu não animo muito a começar assistir não. Por mais que você tenha "gostado" e tudo.
    E outra coisa.. é tão ruim quando não conseguimos formar uma opinião concreta sobre algo né? Passo por isso as vezes, e vou te confessar, fica muito mais complicado escrever uma resenha. Eu acabo que escrevo, espero uma semana para publicar, para depois eu reler e mudar as coisas que eu refleti melhor.


    Abraços
    www.booksever.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. GabrielaCeruttiZimmermann22 de julho de 2014 17:54

    Assim Filipe, dizer que gostei é um pouco forte... [rs] Digamos que reconheço os pontos positivos, mas ainda faltou muita coisa pra ser mesmo ótima. Não conseguir formar uma opinião é horrível! Mas no caso de resenhas/reviews tenho que postar o que escrevi de primeira mão ou acabo não postando. Tive texto que resolvi fazer isso de esperar pra pensar melhor e a decisão foi não postar. [rs]


    Abraço!

    ResponderExcluir