sábado, 18 de outubro de 2014

The Affair – Primeiras impressões


Misto de surpresa com mais do mesmo.

As vezes surgem séries que nem de longe fazem seu estilo, mas acaba assistindo pelo menos o piloto por causa de algum ator ou atriz. Em alguns casos você só confere o piloto e ao ver que suas suspeitas estavam corretas já abandona. Em outros é surpreendido de tal forma que se apaixona pela produção. Ou ainda fica em cima do muro, pois algumas de suas suspeitas se confirmam mas tem algo que toma conta da sua curiosidade. E o que sei até agora é que Joshua Jackson me meteu numa fria.

The Affair como o próprio título insinua e as sinopses comprovavam é uma história sobre um romance extraconjugal. Noah (Dominic West) é casado com Helen (Maura Tierney) com quem tem quatro filhos, é um marido e pai dedicado. Mas em uma viagem de férias para a casa do sogro que mora no Hampton acaba se envolvendo com Allison (Ruth Wilson). Ela por sua vez é casada com Cole (Jackson), os dois tiveram um filho que faleceu por motivos ainda desconhecidos.

No piloto acompanhamos o dia em que Noah e Allison se conheceram. Narrado e com ponto de vista de cada um, metade por ele e metade por ela. Isso porque estão respondendo a um inquérito policial. E foi nesse momento que a série me ganhou. Durante boa parte da primeira metade narrada por Noah e alguém fazendo perguntas sobre aquele dia pensei ser uma sessão de terapia, o que é uma ferramenta interessante mas não exatamente inovadora. Mas quando descobri ser um inquérito e vi que os pontos de vista divergiam muito, meu interesse ganhou vida. Afinal, por que diabos estão respondendo um inquérito? Alguém morreu?

Quando digo que os pontos de vista divergem, é porque realmente é mostrada a versão de cada um. Não é como no filme Ponto de Vista em que são mostrados diversos ângulos de uma situação até que você monte o quebra-cabeça, mas são como partes de um livro narrado na terceira pessoa. Ou na série True Detective, onde cada um tem seus argumentos mas só existe uma linha de flashback. Aqui a narrativa é em primeira pessoa, então até mesmo as personalidades e reações ficam por conta da perspectiva de cada um. Por exemplo, na versão dele Alison é uma mulher espontânea, alegre e até parece dar em cima de Noah. Já na versão dela, ela parece apática, deprimida e perdida em seu luto pelo filho. Se for pra associar com algo, a estrutura me lembrou o episódio 5x12 (Bad Blood) de The X-Files.

A série ganha muitos pontos em cenas de tensão. As vezes são coisas do cotidiano que dão errado, mas que te deixam dominado pela aflição quando acontecem. Tem duas cenas que quando lembro ainda me deixam angustiada. Nesses momentos o elenco mostra todo o seu potencial, pois se os atores não conseguem transmitir realidade então não vale de nada. Mas o elenco é mesmo brilhante. Mais pontos também pra família de Noah e Helen que é... Bem, peculiar.

Mas nem tudo são flores, e na verdade vejo muita erva daninha no jardim de The Affair. Tem as cenas de sexo que achei exageradas e em parte desnecessárias. Não tenho problema com esse tipo de cena, as do Starz são até mais explícitas e vejo duas séries do canal. Mas da Showtime não sei porque muitas vezes me parecem despropositadas e forçadas. Talvez porque não seja raro ver pessoas comentando que só assistem produções do canal pelas cenas de nudez e sexo. Na boa, querem ver uma história ou vídeo pornô? Então sim, me parece que a emissora as faz mais para garantir audiência do que pelo nobre pretexto de retratar a vida como ela é. Outra coisa que me incomoda é a câmera que treme em cenas externas. Será possível que em tantos anos e tantas séries de sucesso o canal ainda não arranjou câmeras que façam contrabalanço ou seja-lá-como-se-chame? Posso ignorar efeitos ruins em histórias envolventes, mas cenas tremidas me deixam tonta. Como a cena de Allison no cemitério.

Todavia, o que me parece o grande problema de The Affair é que a trama não me transmite sensação de boa continuidade. Me parece algo que poderia ser muito bem condensado em um filme ou minissérie. Pois mesmo com o mistério ao redor do inquérito aposto em no máximo duas temporadas. Ou seja, ou vai acabar virando flop ou vai ser arrastada por mais tempo do que deveria como a Showtime adora fazer. Então continuo assistindo, mas não sei até quando.

A estreia oficial de The Affair foi dia 12 de Outubro, mas o piloto está disponível na web desde o dia 6. Essa 1ª temporada terá 10 episódios e tenho grande sensação de que pare por aí. Mas é esperar pra ver no que vai dar. Deixo abaixo o trailer.


2 comentários:

  1. Oi Gabriela,

    Essa eu realmente não tenho planos de assistir. Mesmo antes do seu review já tinha um pé atrás e agora, lendo sua opinião, acredito que os pontos positivos não compensem os negativos. Além do mais não consigo abandonar na metade, então se não der certo no futuro seria mais uma que eu ficaria penando para ver cada novo episódio.

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  2. GabrielaCeruttiZimmermann24 de outubro de 2014 17:41

    Pois é, Jeferson, não recomendo mesmo. Só continuo porque fiquei curiosa com a investigação. E de todo modo acho que vai flopar. :P


    Abraço!

    ResponderExcluir